Notícias

O que são Sistemas de Monitoramento de Overfill?

Entenda neste artigo o que são os sistemas de monitoramento de overfill, veja as diferenças em sistemas de carregamento top e bottom loading e saiba a importância de um bom monitoramento de transbordamento para segurança de seu terminal.

O que é overfill?

Overfill é um verbo do inglês que significa “transbordar”, é o termo mais comum no Brasil utilizado para falar de transbordamentos em carregamento de fluidos de diferentes tipos. Ocorre quando há excedente de fluido dentro do caminhão-tanque (por diferentes razões) e pode causar diferentes tipos de acidentes.

No caso de fluidos petroquímicos, o overfill (transbordamento) pode gerar incêndios e explosões. No caso de produtos químicos (ácidos ou bases), pode danificar imediatamente as estruturas ao redor e ferir os operadores.  

O que é Sistema de Monitoramento de Overfill?

Sistemas de monitoramento de overfill são compostos por uma série de componentes interligados que juntos trabalham para atuar na retenção de acidentes em casos de transbordamento, monitorando o carregamento de fluidos em caminhões-tanque para que o volume não ultrapasse a capacidade do compartimento. 

Sistemas de Overfill são compostos por uma Central de Inteligência Eletrônica chamada de Monitor, Cabos especiais e Sensores que, conectados via com sinais intrinsecamente seguros atuam junto com a base para interromper a operação caso o fluido que está sendo movimentado ultrapasse a SETA do compartimento do caminhão-tanque ou exceda o volume do recipiente que está sendo carregado por diversas razões.

Os sensores utilizados para esta aplicação são do tipo óptico e captam a presença de fluido através de um cristal que detecta a diferença de refração da luz quando o prisma é mergulhado em um fluido.

O que são Monitores de Overfill?

Os monitores de overfill são a inteligência do sistema, são eles os responsáveis por interpretar as informações dos sensores ópticos de forma ativa, são eles que recebem os sinais dos sensores, processam e se comunicam com o preset do terminal caso identifiquem alguma intercorrência. 

Geralmente ficam próximos à área de carregamento, protegidos por um corpo à prova de explosão e intempéries com indicações luminosas de permissividade e não permissividade de operação.

Por conta disso, são essenciais para um carregamento seguro visto que o alto volume de fluidos despejado pode causar acidentes em poucos segundos.

Existem diferentes monitores de overfill, você pode conferir alguns deles aqui.  

Posicionamento do sensor de overfill e SETA

Caminhões-tanque possuem dentro de cada compartimento uma seta fixada próximo ao bocal de visita que tem como função indicar o volume máximo do tanque.

Esta seta é aferida pelo INMETRO e indica o volume total de combustível admissível no tanque. Por essa razão se há divergência entre a quantidade de produto entregue pelo preset e a posição do fluido com relação à seta do caminhão, o que vale segundo a legislação brasileira é a seta e os operadores podem exigir complemento de combustível caso o fluido não chegue até o indicador. 

Para complementar esse sistema e gerar maior segurança, os sensores de overfill ficam ligeiramente acima desta seta. Ou seja, ultrapassado o volume máximo disponível para carregamento, o fluido já toca o sensor que envia um sinal à base.

O preset do terminal por sua vez lê esse sinal e interrompe o processo de carregamento.

Contudo é importante ressaltar que apenas este sinal não é capaz de impedir um transbordamento. 

Muitas vezes o overfill é detectado enquanto o carregamento está em Alta Vazão, e nesta situação, devido à inércia da bomba e tempo para fechamento de válvulas de controle por exemplo, podemos ainda ter derrame.

Monitoramento de Overfill TOP LOADING

Sistemas de overfill  TOP Loading são de responsabilidade do terminal e possuem sensores ópticos móveis que são posicionados em todo carregamento pelo próprio operador no momento de introdução do tubo mergulhador no compartimento do caminhão/vagão tanque.

O operador posiciona o sensor do sistema de overfill logo acima da seta no bocal de visita do compartimento para garantir que caso o volume de fluido exceda o total do tanque o terminal possa receber a sinalização do evento e cessar o carregamento.

Para empresas que querem economizar e ter uma solução mais completa, existem monitores de overfill  para carregamentos top loading integrados com sistema de monitoramento de aterramento no mesmo monitor, aumentando ainda mais a segurança das suas operações. 

Monitoramento de Overfill BOTTOM LOADING

Devido ao carregamento bottom loading ser através de um processo selado, nesses sistemas os próprios caminhões possuem sensores de overfill instalados diretamente nos compartimentos.

Para que um caminhão bottom loading entre em operação de carregamento, além do acoplamento correto do Braço de Carregamento ao Adaptador API do caminhão-tanque, um Plug API precisa estar conectando o Sistema de Leitura do caminhão-tanque ao Sistema de atuação/leitura do Terminal.

Dessa forma o monitoramento de transbordamento acontece tanto pelo Terminal (com seu preset de atuação para carregamento ou interrupção da operação) quanto pelo caminhão (detentor de seu próprio sistema de segurança com recuperação de vapores, válvulas de alívio de pressão, sistema pneumático de atuação, sensores de overfill e sua própria central de inteligência).

Como escolher um sistema de monitoramento de overfill?

Em primeiro lugar, é necessário, obviamente, escolher o sistema de monitoramento de overfill adequado para suas operações. 

É importante sempre saber quais os fluidos serão monitorados em seu carregamento para a correta seleção dos materiais de fabricação dos sensores e também para seleção correta dos elementos necessários para o seu sistema.

Caso queira fazer a melhor aquisição de sistema de monitoramento de overfill para seu terminal, escolha uma empresa com experiência no mercado e certificados de cumprimento de normas nacionais e internacionais. 

Conclusão

Os sistemas de monitoramento de overfill atuam para evitar maiores transtornos em transbordamentos de fluidos no momento do carregamento. Existem dois modelos mais comuns de acordo com os principais sistemas de carregamento do mercado: top e bottom loading, entretanto existem particularidades de cada sistema que precisam ser observadas.

No caso do bottom loading, o sensor de overfill é parte do caminhão-tanque e já no caso do top loading, o sensor de overfill é móvel e faz parte do terminal que possui seu próprio monitoramento completo.

Tem mais dúvidas sobre o sistema e suas particularidades? Fale conosco hoje mesmo.

Compartilhar