Notícias

Mangueiras industriais: quais os principais tipos disponíveis?

É fundamental saber escolher as mangueiras industriais corretas para cada aplicação. Aquisições incorretas podem levar a vazamentos e acidentes graves no espaço de trabalho. Saiba o benefício de cada uma delas neste artigo.

 

O que é mangueira e mangote?

Em essência, mangueiras e mangotes são a mesma coisa: tubo comprido e flexível utilizado para movimentação de fluidos e alguns materiais sólidos (grãos, partículas sólidas e materiais pesados). Contudo, mangotes são convencionalmente mangueiras curtas. 

Ambos os modelos são difundidos e aplicados em uma infinidade de situações. Porém, para o segmento industrial, é necessário um desenvolvimento especial para carregarem fluidos distintos (muitas vezes tóxicos e/ou corrosivos).

 

Tipos de mangueiras e mangotes

Dadas às variedades de aplicações dentro das indústrias, existem mangueiras e mangotes de diferentes tipos e materiais, como iremos ver abaixo.

Antes, contudo, é importante reforçar que as mangueiras atendem a objetivos específicos, por isso, possuem características desenhadas para cada função. 

 

Mangueiras de borracha

 

Mangueiras de borracha industrial

Existem diferentes tipos de mangueiras de borracha, usadas em diferentes segmentos pela flexibilidade. Podem suportar abrasões, variações extremas de temperatura, intempéries etc. 

Quando utilizadas para sucção são construídas com um reforço em arame de aço que é vulcanizado no interior da borracha, permitindo uma maior resistência ao vácuo.

 

Mangueiras com tramas de nylon ou aço

As mangueiras industriais com tramas de nylon são leves e bem flexíveis, ideais para transporte de água e ar. 

Já as mangueiras de aço possuem camadas de fios metálicos que garantem maior suporte à passagem de fluidos. 

Os fios aumentam a resistência da mangueira e contribuem para maior eficiência na passagem de fluidos, pois é resistente a altas pressões, corrosão e vibrações.

 

Principais usos das mangueiras industriais de borracha

As mangueiras de borracha são usadas para transferência de fluidos e alguns materiais sólidos. Sendo os principais: ar, água, areia, concreto, polpa de minério, hidrocarbonetos, óleos vegetais, óleos minerais, álcoois, solventes, óleo diesel, gasolina, querosene etc.

Por isso, podem ser usadas em inúmeras aplicações industriais, como: 

  • transferência entre navios ship to ship;
  • transferência entre navios e píer onshore, chata, balsa, plataforma marítima, etc;
  • transferência em linhas de abastecimento de plataforma offshore;
  • transposição em operações de mineração;
  • transposição na construção civil;
  • transposição em linhas de dragagem em garimpos, portos e canais;
  • Carga e descarga de caminhão e vagão-tanque.

 

Mangueira metálica industrial (tubo flexível metálico)

Essas mangueiras são indicadas para transferência segura de produtos químicos agressivos. 

Esses produtos normalmente agem como solventes sobre petroquímicos ou outros materiais inorgânicos, por isso é necessária a utilização de metais para permitir a transposição.

 

Principais usos de mangueiras metálicas industriais

As mangueiras metálicas são indicadas para a realização de transferências seguras de produtos químicos como: ácido clorídrico, ácido sulfúrico, acetona, hidróxido de sódio a altas temperaturas, ácido fluorídrico, ácido nítrico, cloreto de ácido, entre outros. 

Além deles, podemos citar também vapores, nitrogênio, oxigênio, gás carbônico, óleos hidráulicos, químicos em geral.

 

Mangueira industrial composta

Uma mangueira industrial composta é composta por múltiplas camadas espiraladas ao redor do seu diâmetro, de material termoplástico, nylon ou teflon e arames de aço galvanizado, aço revestido em PP, aço inox AISI 304 e ou 316. 

Devido às suas características construtivas, são usadas em aplicações diversas, tais como químicos, petroquímicos, biocombustíveis, cloro e a mais variada gama de ácidos como: Ácido Sulfúrico, Clorídrico, Acético entre outros. São populares e muito recomendadas por 3 principais motivos:

  • Flexibilidade: Uma mangueira composta é mais flexível que outros tipos de mangueiras, pois são feitas de camadas de termoplásticos que deslizam sobre si quando a mangueira é dobrada, melhorando a sua flexibilidade. As múltiplas camadas de tecido flexível fazem com que possam curvar até 3x mais do que seu diâmetro interno. 
  • Segurança: Os modelos compostos são seguros por conta das múltiplas camadas de sua construção e de sua estrutura de arames interno e externo, o que a torna além de flexível, bastante resistente. Não há caminho direto para o fluido vazar, tornando derramamentos muito raros – o fluido precisaria atravessar inúmeras camadas para chegar à parte externa. Mangueiras compostas que atendem a NBR 15690 por exemplo, passam por rigorosos testes para certificação de qualidade e todas as mangueiras fabricadas devem ser testadas conforme tabela:

 

Ensaios Qualificação Manutenção da Qualificação Produção Operação
Ensaios visuais X X X X
Resistência elétrica X X X X
Ensaio de pressão X X X X
Alongamento X X X X
Torção x x x n/a
Diâmetro x x x n/a
Vácuo x n/a n/a n/a
Raio mínimo de curvatura x n/a n/a n/a
Esmagamento x n/a n/a n/a
Ruptura x n/a n/a n/a
Envelhecimento térmico x n/a n/a n/a
Inflamabilidade x n/a n/a n/a
Flexibilidade na menor temperatura de projeto x n/a n/a n/a
Resistência à força de tração axial x n/a n/a n/a

 

  • Resistência química: Os modelos compostos cumprem essa função particularmente bem, como as camadas internas possuem as próprias características de compatibilidade química, existem modelos feitos para diferentes aplicações. Dessa forma, o modelo composto pode ser feito de nylon, teflon e polipropileno, atendendo às necessidades dos consumidores independentemente da área de atuação.

O que faz das mangueiras industriais compostas muito utilizadas na indústria, no abastecimento de caminhões e vagões-tanque (inclusive em sistemas botton loading), no abastecimento de navios e terminais marítimos, indústrias químicas, terminais marítimos e muito mais.

Outro benefício está no peso: são mais leves e fáceis de se manusear durante a instalação e armazenamento, podendo chegar a ter 30% menos peso que mangueiras de borracha. 

 

Principais usos da mangueira industrial composta

Pelas diferentes combinações de materiais, podem ser usadas em diversas aplicações de acordo com a compatibilidade química dos materiais de construção, veja alguns dos fluidos que podem ser movimentados com a utilização de mangueiras compostas:

  • gases liquefeitos de petróleo (GLP) incluindo os refrigerados;
  • solventes;
  • acetona;
  • óleos minerais; 
  • óleos vegetais;
  • combustíveis derivados de petróleo (gasolina, querosene, óleo diesel, entre outros);
  • ácidos (fosfórico, acético, nítrico, cloro sulfônico, ácido sulfúrico etc.);
  • soda cáustica; 
  • químicos orgânicos e inorgânicos.

Algumas das aplicações onde mais se utiliza as mangueiras compostas são:

  • transferência entre navios ship to ship;
  • transferência entre navios e píer onshore, chata, balsa, plataforma marítima, etc;
  • transferência em linhas de abastecimento de plataforma offshore;
  • transferência em bases de distribuição e caminhão tanque;
  • Carga e descarga de caminhão e vagão-tanque;
  • Carga e descarga de produtos na indústria química e petroquímica;
  • Carga e descarga de caminhão e vagão-tanque.

A depender do uso, é sempre importante entrar em contato com o fabricante de mangueiras e conferir a compatibilidade de fluidos com os materiais construtivos. Em nosso catálogo temos uma seleção de alguns fluidos e uma tabela de compatibilidade química para seleção adequada de cada aplicação.

Quer saber qual a mangueira industrial adequada para suas operações? Fale com nossos especialistas.

 

Compartilhar